O Ateliê AmarEllo é um espaço de criação artística, onde as referências simbólicas e físicas ganham (outras) formas.



É um lugar de invenção, expressão e transformação dos sujeitos (e do mundo) através das artes visuais e suas distintas manifestações.

 

No Ateliê AmarEllo o circuito da arte ganha vida – projetos são pensados; obras produzidas; peças armazenadas / apresentadas / comercializadas; e, impressões discutidas.

 

Seu ecossistema propicia encontros entre os apreciadores da arte: de artistas com suas poéticas; de admiradores com suas visagens; e de todos nós para com as narrativas que daí se derramam.


 

723E3064-A718-41C7-9ED3-381E641A3CC0.jpeg
Imagem1.jpg
Imagem13.jpg

Leila Adriana Baptaglin é uma artista plástica de fronteiras. Para ela os extremos – sejam Sul ou Norte – são “logo ali”.

Leila afirma que as artes plásticas encontram no “movimento das formas e das massas” sua razão para existir, sendo, portanto, parte da representação da realidade que vivemos.

“Se você olhar de perto uma flor, todo o mundo está na sua frente” (Georgia O’Keeffe, 1887-1986).

7DBD7FFE-C009-485A-B86F-BD48C32B47EA_edited.jpg
Imagem41.jpg

A artista é Graduada em Desenho e Plástica; Especialista em Gestão Educacional; Mestre em Patrimônio Cultural; Mestre e Doutora em Educação. Toda sua formação concluída na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Em seu Trabalho de Conclusão do Curso na Graduação Leila pintou flores, em tamanho de painéis, utilizando como referência a artista estadunidense Georgia O’Keeffe. E não parou mais...

Sua formação artística teve como base as pessoas e os lugares por onde passou: o ambiente da sua casa; a natureza da sua Vila no interior; as dificuldades enfrentadas no “Coração do Rio Grande”; o temor da Europa; o desafio de encarar a Amazônia e seu incomparável mundo.

 

Atualmente, Leila é docente no curso de Artes Visuais da Universidade Federal de Roraima (UFRR) e trabalha com uma extensa lista de projetos que resultam (quase sempre) em obras significantes – tanto no campo acadêmico quanto artístico.

 

Leila trabalha com Educação, Patrimônio e Arte Urbana. Mas também com suas “Primaveras”; com suas “Flores Abstratas”; com as “Flores do Monte Roraima”; as “Flores de Tepequém”; as “Flores da Amazônia”...

 

Utiliza tinta acrílica e aquarela como técnica de pintura para nos lembrar a cada mirada que... “Podrán cortar todas las flores, pero no podrán detener la primavera” (Pablo Neruda,1904-1973).

6A61AB24-6322-484F-A1AB-F09E32BC7BC6_edi

Principais Obras

Cor e criatividade não faltam nas produções de Leila Adriana Baptaglin. Seja em obras conjuntas ou não seriadas, a artista traduz o mundo através de suas pinturas.

2022-01-04 12_edited.png

Grafite e Muralismo

Nos muros da cidade as intervenções do coletivo PLAC trabalham a Arte Urbana através das suas vinculações com a cultura da Região Norte

_edited_edited.png

Produção Acadêmica

O fazer artístico e o fazer acadêmico ganham novos contornos através da perspectiva singular expressa nos livros e artigos publicados pela artista/pesquisadora/docente Leila Adriana Baptaglin.